16 de maio de 2010

Nada mais importa



Minha reação foi de espanto ao ver, pela primeira vez, a campanha da copa do mundo da África, sobretudo pelo fato de Bono Voz, vocalista do global U2, emprestar sua voz na locução. Se a intenção do incansável batalhador dos direitos humanos era ganhar mais alguns pontinhos na consolidação da imagem de 'garoto' pop socialmente responsável, perdeu, ao menos na minha modesta opinião. A assinatura do filme, 'Nada mais importa', não faz parte das palavras de Bono. Mas isso é o que menos importa, a associação já está feita.
Vamos ao filme. A idéia é a mesma que mobiliza qualquer evento de grande monta: isolá-lo a ponto de torná-lo único, soberano perante qualquer outra questão que embale o mesmo momento e que a torne, obrigatoriamente, de menor importância. A sucessão de imagens mescla conceitos distintos e o problema surge quando política, comércio ou religião são colocados na mesma dimensão que aquecimento global, escassez de água e direitos humanos. Cabem todos na mesma cesta? É possível nivelar a questão das diferentes correntes religiosas (vale lembrar que o Itaú explorou o conceito em comercial onde judeus e muçulmanos se unem em torno da bola, ainda que suas diferenças não sejam colocandas de lado; é totalmente metafórico) com o lento caminhar do planeta para o esgotamento? Ou com o respeito pelos direitos humanos? Diga isso ao cara que é torturado nos calabouços de regimes totalitários, à mulher que anda 3km para obter água, às pessoas que vivem em acampamentos permanentes sem condições higiênicas. Pergunte ao voluntário do médico sem fronteiras se ele deixará de assistir a um paciente para assistir um jogo, ou ao refugiado haitiano se ele trocará a refeição que conseguiu obter a duras penas por 90 minutos em frente a TV. A copa do mundo não é tudo.
Naturalmente, há motivações econômicas para que isso aconteça. A FIFA investiu US$ 1 bilhão e boa parte desse investimento retornará através dos direitos de transmissão. Todo mundo ligado na copa do mundo, não é? Não. E por uma simples questão que Einstein colocou com propriedade: tudo é relativo, depende do ponto de vista do observador. Reduzir questões tão amplas e importantes para a humanidade ao mesmo espectro de uma copa do mundo demonstra, uma vez mais, o quanto o poder de persuassão humano é proporcional a sua insignificância.

Veja o filme e tire suas próprias conclusões


video




21 comentários:

  1. André,amado!
    Num país, em ano de eleições, calçado de chuteiras do Oiapoque ao Chuí de marca F.P.N (Futebol Paixão Nacional) nada mais "apropriado" que esse PIT STOP... Quanto ao mundo, não sei se pára como aqui. Mas como você, para mim, TUDO MAIS IMPORTA para além da copa! Reflexão bacanérrima e super apropriada.
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. That´s it, TUDO MAIS IMPORTA, F..-SE O DUNGA!

    ResponderExcluir
  3. Um antiinstitucional e bestial anúncio,com lamentável texto chamando,dessa vez,acredito ele usou crack,com certeza!

    te abraço querido e iensquecível fraterno brother

    viva la vida

    ResponderExcluir
  4. O que valeu pra ele, meu brother Ricks, foi o fato de ter acumulado mais uns trocos na sua poupança, mesmo que às custas de levar adiante uma mensagem tão estúpida e que tem efeito avassalador (em sendo Bono Vox)sobre tantos jovens. te abraço!

    ResponderExcluir
  5. A reflexão está perfeita, mas fiquei com uma dúvida: esse "Nada mais importa" faz parte da campanha ou foi adicionado aqui no Brasil? Porque o filme que vi no YouTube tem a seguinte frase no final: "One game changes everything"... acho q vale pesquisar... assim vou poder defender meu amado Bono Vox! Bjs
    link: http://www.mixx.com/videos/13294780/youtube_2010_fifa_world_cup_united

    ResponderExcluir
  6. como diria o Rabbi Saltoun, "quem manda no mundo é a mafia"....
    como diria a Solara, "isto não é uma realidade aceitável"....
    e, como diria eu mesma, em relação a Copa do Mundo, "Activia e Johnny Walker"...

    ResponderExcluir
  7. Fabi, querida, há sim um ponto importante nesse seu comentário. A ssinatura faz parte do comercial brasileiro, segui o link que voce deixou e boa parte do comercial foi mudado (inclusve os lances de jogo, que se nao me engano eram da Argentina, foram sustituidos pelo Brasil). Acho que a questão do 'nada mais importa' reforça a mensagem e traz esse traço hipócrita de controle sobre os eventos, como se algo pudesse não ser mais importante que a copa do mundo. Ao mesmo tempo não exime o seu darling da culpa, já que o contexto todo é suficientemente entendível no sentido de dizer que nenhuma das questões abordadas fará sentido em época de copa do mundo. A idéia vendida, de qualquer maneira, é que o mundo para pra ver a copa. Acabo de achar mais um argumento para eu mesmo não faze-lo. Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Boa, Cris! mesmo com o meu incomensurável gosto pelo futebol me decepciono quando estas questoes são colocadas no mesmo plano, isso é inaceitável. Vou assistir aos jogos sim, disensando o activia, claro... Bjo!

    ResponderExcluir
  9. André, assim como você (e tantos outros), assistirei aos jogos. Porém, concordo que não é por causa da Copa do Mundo que os problemas deixarão de existir. E como você bem mencionou, uma pessoa que está passando por um problema como a fome, não vai trocar um prato de comida por 90' em frente a um aparelho de TV. Aliás, não tem nem condições físicas e psicológicas para isso.
    Très bon!
    ;)

    ResponderExcluir
  10. Seja bem vinda a este espaço, San, sua música me encantou!

    ResponderExcluir
  11. Lamentável, realmente!
    E...verdade, já nos encontramos por aqui e ali!

    beijos carinhosos!

    Bia

    ResponderExcluir
  12. É realmente estranho Mensageiro, como as pessoas se deixam ludibriar e subvertem aquilo que são princípios fundamentais de existência...resumindo - é tudo o que importa - em troca daquele que deve ser o desporto mais antigo do mundo, senão o mais popular. Mas, o povo vive sobretudo de bola, role ela para onde rolar eles vão atrás e esquecem tudo...mas o Bono na verdade, não combina com o conteúdo do filme... palavras para quê...bjs

    ResponderExcluir
  13. Alfa, me perdoe, nao consigo publicar seu comentário, dá erro!

    ResponderExcluir
  14. Oi mensageiro, que saudades daquí.
    Não consegui acessar o filme mas sei bem do que se trata, é o famoso dejavú! E assim caminha a humanidade e assim caminhamos nós um pouco atônitos, um pouco tontos, mais conscientes e indignados.
    Otima reflexão, beijos e venha quando quiser afinal as férias estão chegando...

    ResponderExcluir
  15. Ola, André!!

    Nada importa mesmo, enquanto o ser humano dentre a mísera, viver como sonanbulo, alimentando este mundo superficial e de aparências.

    Beijos Saudosos.
    Paty

    ResponderExcluir
  16. Ei my friend, vamos ao show do UFO nesta quarta dia 26 em SP?? SIM, U-F-O, de Obsession e outros...Me ligue no cel 9125-5918. Abs!

    ResponderExcluir
  17. Eles até podem ter errado colocando esses temas ao mesmo nível...mas uma coisa é certa é a paixão que une as pessoas nesses momentos...
    Portugal organizou o Euro 2004 e nunca vi meu país assim tão alegre, divertido e confiante...Essa união e alegria só a vi nessa hora, puxando pela selecção, torcendo por ela,gritando e saltando por ela.
    Não sou fanática de fuebol, mas confesso que nesses campeonatos, quand joga Portugal, torno-me a fã nº1!FORÇA PORTUGAL!

    ResponderExcluir
  18. Ai, ai...
    Quer saber a coca-cola fez melhor rsrsrsrsrs, enfim se na África esta assim imagine no nosso país, eu não paro por causa de nada, costumo dizer que as vezes a unanimidade é burra e a voz do povo não é a de Deus, depois que a copa passar o que acontecerá aos africanos de bom ?
    Eu acho que o Bono é biscoito (bonno) brincadeira é melhor rir para não chorar...

    Renata demente

    ResponderExcluir
  19. Oi Andre! Sumido!:D

    Olha...eu tinha visto este lamentável episódio e não me surpreendi com que ouvi, e muito menos na voz do Bono...Na verdade fico meia indignada com algumas manifestações de solidariedade de algumas celebridades.

    Mas falando sobre a Africa...
    Penso que infelizmente o "capitalismo"( em letras garrafais escreveria, Capitalismo Comunista!!) sempre será a evidência e a coisa mais importante deste país, passando por cima de qualquer outra importancia fundamental. Seus Povo, o lado esquecido, a tarja negra!

    Gastou-se muiiiito para todo este evento, depois disso toda rentabilidade fica onde?Fica na compra de mais armamentos, mas sofisticações para o lado rico do País.
    Um país que na verdade perdeu-se até em seus quetionamentos religiosos.

    Mas isso não é só lá...isso acontece em muitos outros lugares, estados, países.
    É isso, nada mais importa para quem realmente não se importa com que acontece logo ali, ao seu lado...

    Beijosss!!
    Bom findê pra ti*

    Andrea

    ResponderExcluir
  20. Mensageiro, afinal acabou por aparecer o meu comentário, ainda bem.bjs

    ResponderExcluir